Área de Hidráulica e Irrigação

usuários on-line

Artigos | Fale conosco | Localização | Irriga-L

Clima Ilha Solteira | Clima Marinópolis

INSTITUCIONAL
Home
Apresentação

Corpo Técnico
Ex-orientados
Diversos
 
Internet
Site

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
No noroeste paulista chuva chega precedida de ventos fortes e deixa temperaturas amenas
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Depois da estiagem enfrentada no Noroeste Paulista, passando por mais de 50 dias sem chuva e atingindo atingindo apenas 7 milímetros dos 8 milímetros esperado na média histórica para o mês de agosto, voltou a a chover no Noroeste Paulista.

Os primeiros dias de setembro foi marcado por temperaturas elevadas com média das temperaturas máximas na região passando dos 35ºC e pico de 37,5ºC no dia 4 de setembro conforme registros da Rede Agrometeorológica do Noroeste Paulista operada pela Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira que faz o monitoramento do clima em toda a região compreendida entre as magens direita do rio Tietê e esquerda do Rio Grande tendo o rio Paraná como limite à oeste.

E o dia de ontem (08/09) foi marcado por temperaturas que chegaram a 35,5ºC em vários municípios e depois ventos muito fortes foram registrados em toda a região noroeste paulista, passando dos 43 Km/hora em Paranapuã e dos 47 Km/hora em Ilha Solteira, com ventos vindos de noroeste e posteriormente trazendo chuva para toda região.

A chuva chegou em horários e volumes diferentes na região com a Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira registrando 27 e 17 mm em Pereira Barreto, 25 mm em Populina, 11 mm em Ilha Solteira, 12 mm em Marinópolis, 22 mm em Sud Mennucci e em Paranapuã novamente, é registrado o maior volume de chuvas, chegando a 38mm.

Hoje (09/09) o Noroeste Paulista amanhece nublado e alguns municípios já acumulam acima de 1 mm de chuva como Paranapuã (3,3mm) e Populina (2,5mm). Na agricultura se considera dia com chuva quando a precipitação em um mesmo dia ultrapassa a marca dos 10 mm e assim estas chuvas interrompem o ciclo de mais de 50 dias sem chuvas, de temperaturas elevadas, de baixa umidade relativa do ar e de elevadas taxas de evapotranspiração,  que é a soma da água transferida do solo para o ambiente pela transpiração das plantas e evaporação de água do solo.

O Professor Dr. Fernando Braz Tangerino Hernandez da  Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira observa que em setembro se registro “elevadas taxas de evapotranspiração, com média superior a 4,5 mm/dia e pico de 5,2 mm/dia no feriado de 7 de setembro em Marinópolis, que associados ao longo período sem chuvas exigiam o pleno funcionamento dos sistemas de irrigação e com as chuvas, mesmo não recompondo a CAD – Capacidade de Água Disponível dos solos da região, permitirá que os sistemas de irrigação fiquem sem ser ligados por alguns dias, beneficiado também pela abaixamento da evapotranspiração de referência”. O Professor Fernando Tangerino esclarece também que as principais culturas irrigadas na região neste momento são milho, amendoim, citros, pastagem e uva.

Temperatura…
Com a chegada da chuva, as temperaturas caíram na madrugada, registrando a maior média no dia de ontem (08/09) de 24,4º C no município de Paranapuã e a menor média na estação  Bonança localizada em Pereira Barreto com 23,2º C. Antes das chuvas as temperaturas no mês de setembro estavam registrando em média 26º C em todo noroeste paulista.

Evapotranspiração e Chuvas acumuladas
A Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira informa que no acumulado de agosto até o momento as maiores e menores taxas de evapotranspiração foram registradas nos municípios de Ilha Solteira e Sud Mennucci, com médias de respectivamente 4,5 mm/dia (177 mm no período) e 3,3 mm/dia (128 mm no período) e em relação às chuvas, variaram entre 32 mm em Populina e 49 mm em Paranapuã, gerando um déficit de água no solo. "Nestas condições, com descompasso entre a água transferida para a atmosfera pela evapotranspiração e o baixo volume de chuvas, a atividade agropecuária não consegue alcançar elevados índices de produtividade, exigindo dos agropecuaristas investimentos em sistemas de irrigação para se manterem economicamente viáveis nas atividades" esclarece o Professor Fernando Tangerino.

Segundo dados do Canal CLIMA da UNESP Ilha Solteira, no ano de 2015, as maiores e menores taxas de evapotranspiração no noroeste paulista foram registradas em Ilha Solteira (3,8 mm/dia de média e acumulado de 948 mm) e em Sud Mennucci (3,2 mm/dia e 794 mm) repetindo o registrado nos últimos 40 dias na região. Já em relação às chuvas, Paranapuã, próximo ao rio Grande registrou até o momento 1070 mm e o menor volume de chuvas foi registrado em Pereira Barreto (Estação Bonança) com 675 mm, junto à margem direita do rio Tietê.

Balanço hídrico
Um dos últimos trabalhos publicados pela Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira trata da análise do balanço hídrico em Ilha Solteira que mostra que independente do ano (base histórica ou em 2014) a região de Ilha Solteira apresenta 8 meses de déficit hídrico com destaque para o mês de agosto, com deficiência de água no solo de 109 mm, sendo necessários irrigação suplementar de 4 mm/dia. "Com total de chuvas e taxas de evapotranspiração se mantendo numericamente semelhantes nas comparações anuais, a distribuição das chuvas ao longo dos meses se faz de maneira desigual, sendo possível caracterizar um ano atípico e a garantia da produtividade que viabilize economicamente os cultivos somente será possível com investimentos em sistemas de irrigação" foi a conclusão do trabalho disponibilizado em http://www.agr.feis.unesp.br/pdf/cic_2015/cic_balanco_hidrico_julia_2015.pdf

Jornal dia a dia, 9 de setembro de 2015.

 

 

 

 

 

 

 
ENSINO, PESQUISA E
EXTENSÃO

Atividades Acadêmicas
Eventos
Defesas
Galeria
Projetos e Pesquisas
Fotos: as 10 mais
 
SERVIÇOS
Assuntos Diversos
Clima
Links
Downloads

Textos Técnicos
Previsão do Tempo
Publicações e Produtos
Extensão Universitária
 
VISTE O BLOG DA  ÁREA DE HIDRÁULICA E IRRIGAÇÃO DA UNESP ILHA SOLTEIRA