FALTA DE CHUVAS COMEÇA A GERAR PROBLEMAS

 


Ao contrário do mês de Janeiro, quando a cidade teve vinte e três dias de chuva, o mês de Fevereiro tem sido marcado por um período de consequências negativas, como queimadas, problemas respitatórios, além de dificuldades para a agricultura, já estão sendo verificadas. A baixa umidade relativa do ar também contribui para o aumento da sensação de calor e desconforto entre a população.
Dados do Laboratório de Hidráulica e Irrigação do Departamento de Fitossanidade, Engenharia Rural e Solos da UNESP de Ilha Solteira mostram uma mudança climática se comparados os valores registrados neste ano e em 2004. Um exemplo é a temperatura média que diminuiu aumento de 1ºC. Os dados foram obtidos até o dia 16 de Fevereiro e comparados com o mesmo período do ano passado.
A temperatura média em 2004 atingiu 26,03ºC, já neste ano o registro está em 25,2ºC. A umidade relativa do ar também diminuiu passou de 64,2% em 2004 para 55,2% em Fevereiro de 2005. Uma diminuição considerável também foi no nível de chuvas no período. Enquanto em 2004 foram registrados 54,8 milímetros até o dia 16, cerca de 3,4mm por dia, neste ano a chuva acumulada registrada é de 0,8mm cerca de 0,1mm por dia, ou seja, ainda não choveu neste mês. Os índices de chuvas desse ano são trinta vezes menor que no ano passado o que deve prejudicar ainda mais a agricultura.
Já pensando neste período de estiagem a Prefeitura de Ilha Solteira está desenvolvendo um projeto em parceria com os produtores do Cinturão Verde para a produção de silagem para alimentar o rebanho, pois a pastagem fica prejudicada com a falta de chuva que deve se prolongar até o final deste mês e o início de março. Neste final de semana, porém, há possibilidade de chuvas fracas na cidade e região.
Com a baixa umidade, as altas temperaturas e a falta de chuvas aumenta a incidência de queimadas. Todos os dias são registrados em média cinco focos de incêndio em vegetação, alguns devantando várias áreas na cidade. A fumaça das queimadas causa também problemas respiratórios que afetam mais as crianças e idosos.
Até mesmo a Usina Hidrelétrica Ilha Solteira já fechou suas comportas devido a esse período de seca que já estava previsto. O mês de fevereiro também vem sendo o oposto do que aconteceu no mês passado quando a média de chuvas atingiu 300,5 milímetros ou cerca de 9,7 milímetros por dia. Nesta quinta-feira, dia 17, foi registrada a temperatura mais elevada do ano, ou seja, 36,5ºC.

 
Jornal da Ilha, Ilha Solteira, Ano IX, nº 787, 19 de Fevereiro de 2005, p. A - 01 e 08.



UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA