ASSUNTOS DIVULGADOS
NO IRRIGA-L *

UNESP Ilha Solteira - Área de Hidráulica e Irrigação

Assuntos referentes a Setembro e Outubro

Noticias do mundo da água e irrigação
23/9/2006 11:20
Fernando Braz Tangerino Hernandez <fbthtang@agr.feis.unesp.br>
Bom dia!
Gostariamos de aproveitar este canal de comunicação para agradecer:
Antonio Alfredo Teixeira Mendes - NaanDan
Guilherme Oliveira Silva - Forbs
Marcos Folegatti - ESALQ-USP
Luiz Sergio Vanzela - Agroprecisao
que estiveram em Ilha Solteira esta semana emprestando seus conhecimentos aos participantes da
22º SEAGRO
(http://www.agr.feis.unesp.br/seagro22.php)
e informando que em breve suas palestras e as fotos estarão à disposição de todos no Portal da
Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira
(http://www.agr.feis.unesp.br/irrigacao.php).
MUITO OBRIGADO!
Um bom artigo sobre a questão hidrica pode ser acessada em:
http://br.today.reuters.com/news/newsArticle.aspx?type=worldNews&storyID=2006-08-16T130810Z_01_N16258293_RTRIDST_0_MUNDO-CLIMA-AGUA-ESCASSEZ-POL.XML&archived=False
Escassez de água afeta bilhões de pessoas no mundo
- Banana ganha espaço na exportação
http://www.dci.com.br/usexibir_integra_capa.asp?intDiaEdicao=28&intMesEdicao=08&intAnoEdicao=
2006&lng0=21705194&lng1=0&lng2=0&lng3=0&strSessionID=292968320&sXML=primeira_pagina&title
=Primeira%20Pagina&s=

- Sistema Fotossíntese de Manejo da Água na Agricultura Irrigada.
http://www.medioambienteonline.com/site/root/resources/technology/4026.html
- Usinas vão faturar R$ 2 bi na safra 2006/07 - Uso da irrigação.
http://www.tribunadealagoas.com.br/interna.php?id=23226&pagina=ECONOMIA
- Ilusão produtiva - Artigo de Xico Graziano, comenta o caso dos pivôs da Fazenda Itamary.
http://www.campogrande.news.com.br/debates/debates.htm?id=2386
- Seca compromete próxima safra, aponta conselho nacional do café.
http://www3.atarde.com.br/brasil/interna.jsp?xsl=noticia.xsl&xml=NOTICIA/2006/08/31/1006557.xml
- Os rebeldes tamil levantaram ontem o bloqueio que impunham a um canal de irrigação do nordeste do Sri Lanka.
http://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=8f14e45fceea167a5a36dedd4bea2543&subsec=
&id=f73c26f813c461575996ce963d8820a2

- Willie Davids ganha novo sistema de irrigação.
http://www.maringa.news.com.br/view.htm?id=25350
- Águas residuais são utilizadas na irrigação da mamona. http://jornaldaparaiba.globo.com/cida-06-200906.html
- Comitê investiga ‘sumiço’ de água. Mesmo com a liberação de 10,5 metros de água do Sistema Cantareira, definida há 15 dias, vazão dos rios não aumenta.
http://www.jpjornal.com.br/news.php?news_id=35960
- Irrigar à noite é mais econômico. http://www.saopaulo.sp.gov.br/sis/leimprensa.php?id=78015
- Produtores baianos já irrigação noturna.
http://www.seagri.ba.gov.br/noticias.asp?qact=view&notid=7720
- Parcelamento da adubação e da fertirrigação na produção de palmito pupunha no Noroeste Paulista. http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-69162004000300014&script=sci_arttext
Abraços e tenham todos um bom final de semana!
Fernando

Teste de bulbo
16/10/2006 13:34
Luciana Montebello de Oliveira <luciana@wittia.com.br>
Gostaria de saber se alguém conhece a metodologia para determinação do bulbo molhado para fim de projeto em irrigação localizada.
Quais as formas de se fazer esse tipo de procedimento?
Aguardo respostas
Antecipadamente agradeço a atenção.
Luciana Montebello de Oliveira
Wittia Irrigação de Precisão
Av. Dr. Odécio Roland, 174
Limeira - SP - Br.
(19) 3451 - 0776
(19) 8138 1661

Teste de bulbo
16/10/2006 14:53
Ana Talita Adeodato Portela Carvalho <talit65@hotmail.com>
Boa tarde!
Bom posso te mostrar como se faz o cálculo da percentagem de área molhada.
Segundo Keller & Karmelli,na irrigação localizada a planta necessita de de uma percentagem de área molhada do solo mínima para uma perfeita absorção ''PAM''.
Ex:Cultura banana,espaçamento 3 x 3 m;
espaçamento do tape''de um emissor ao outro'': 6 m
CÁLCULO:
1º Calcular a área da planta em m²;
2°Calcular a área que será molhada pelo tape (raio de alcance x espaçamento).
3ºDepois de ter determinado a área da planta e a área que será molh simples regra de três:
Ex:Área da planta:9 m²
Área molhada:2 x 3=6m²
9m²----------100%
6m²----------x
x=67% de área molhada.Espero ter te ajudado.
Atenciosamente,Talita Adeodato.
Tecnóloga em Recursos Hídricos/Irrigação.
Acompanhe os desfiles do evento São Paulo Fashion Week. http://www.msn.com.br/diversao/spfw/

Teste de bulbo
16/10/2006 17:50
Luiz Fernando Coutinho de Oliveira <lfco@agro.ufg.br>
Cara Luciana
Existe sim metodologias para a determinação do bulbo. Um fonte interessante é o livro do Pizarro "Riego localizado de alta frecuencia" publicado pela editora Mindi-Prensa. Verifique nos sistemas de bibliotecas das universidades e tente conseguir uma cópia.
Prof. Luiz Fernando Coutinho de Oliveira
----- Original Message -----
From: Luciana Montebello de Oliveira
To: irriga-l@feis.unesp.br
Sent: Monday, October 16, 2006 12:34 PM
Subject: [irriga-l] Teste de bulbo
Gostaria de saber se alguém conhece a metodologia para determinação do bulbo molhado para fim de projeto em irrigação localizada.
Quais as formas de se fazer esse tipo de procedimento?
Aguardo respostas
Antecipadamente agradeço a atenção.
Luciana Montebello de Oliveira
Wittia Irrigação de Precisão
Av. Dr. Odécio Roland, 174
Limeira - SP - Br.
(19) 3451 - 0776
(19) 8138 1661

Teste de bulbo
17/10/2006 09:43
Edson Matsura <matsura@agr.unicamp.br>
Luciana, existem os trabalhos mais científicos e outros que acho que é o seu caso para fins de projetos, então lembrei-me de um kit desenvoplvido pela Netafim, o qual existe a seguinte documentação no site da Netafim denominado: DETERMINAÇÃO DA LARGURA DO BULBO ÚMIDO PRODUZIDO POR UM GOTEJADOR EM CONDIÇÕES DE CAMPO, SEM USO DE ENERGIA EXTERNA.Espero que esta dica possa-lhe ajudar!!
Prof. Edson Matsura

Teste de bulbo
17/10/2006 11:52
Luciana Montebello de Oliveira <luciana@wittia.com.br>
Bom dia Prof,
Já dei uma olhada no material da Netafim, mas fiquei com algumas dúvidas.
Por exemplo, qual a pressão q eu utilizo, a de serviço do gotejador ou q o
reservatório me proporciona?
Esse tipo de teste só serve para gotejadores não auto-compensados?
Antecipadamente agradeço a atenção.
Luciana Montebello de Oliveira
Wittia Irrigação de Precisão
Av. Dr. Odécio Roland, 174
Limeira - SP - Br.
(19) 3451 - 0776
(19) 8138 1661

FAO Irrigation and Drainage Paper 56 em espanhol
19/10/2006 14:36
Jadir Rosa <jadirosa@yahoo.com>
Para conhecimento dos colegas:
Dear IR-L Colleagues,
It is my (and FAO's) pleasure to announce the availability of a Spanish language translation of FAO Irrigation and Drainage Paper no. 56 (Crop Evapotranspiration). This translation was provided by Ricardo Trezza of the Univ. of the Andes, Venezuela, and Ms. Magali Garcia, Univ. of San Andres, Bolivia, the text was edited by Juan Antonio Sagardoy under the direction and review of Giovanni
Muñoz, Water Development Officer with FAO and with support provided by Pasquale Steduto, Service Chief of the Water Resources, Management and Development Service of FAO.
The Spanish translation is available in printed form and has been added to the AGL On-line Publications Database http://www.fao.org/landandwater/oldocs.jsp
(In this data base, you can select 'Irrigation and Drainage' as the Category and Spanish as the language (with no keyword) and the translation of No. 56 will appear in the query list.) A PDF version is available for on-line reading and/or downloading at
ftp://ftp.fao.org/agl/aglw/docs/idp56s.pdf (6.7MB), compliments of FAO.
A html version is under preparation. The original authors of the No. 56 wish to thank Drs.
Trezza and Garcia for their excellent translation of the English version as well as the correction of several minor errors in some of the examples. We wish to thank Messrs. Muñoz and Steduto of FAO for their support of this translation exercise. Dr. Muñoz provided final compilation, formatting and adjustment to the translation.
I wish to, at this time, call attention to a recent recommendation by Allen et al., (2006) in the
Journal of Agricultural Water Management, to change a coefficient in the FAO-Penman-Monteith ETo equation when applied to hourly or shorter calculation time periods. This recommendation is made to 'strengthen' the hourly or shorter ETo calculations by the FAO ETo method so that calculations agree more closely with those made on a daily timestep basis and with a number of research measurements. The AWM paper describes this change and the reasons supporing it. A pdf of the paper is available at the following address (URL is case-sensitive):
http://www.kimberly.uidaho.edu/water/papers/evapotranspiration/Allen_et_al_FAO_PM_Hourl
y_AWM2006.pdf
The change in hourly surface resistance in the FAO-PM method is equivalent to the use of a
coefficient of 0.24 in the denominator of Eq. (53) on page 74 of the English and Spanish translations for hourly calculation time steps during daytime (defined as when net radiation >
0) and a coefficient of 0.96 in the denominator for hourly time steps during nighttime in place
of the use of the original coefficient '0.34' that is currently shown in Eq. (53).
No changes are recommended for the FAO-PM ETo method for daily (24-h) time steps, so
that the coefficient in the denominator (in Eq. (6) on page 24 or 25) remains at 0.34 for 24-h
time steps.
Best regards, Rick Allen Univ. Idaho
Dr. Richard G. Allen
Professor of Water Resources Engineering
Dept. Biological and Agricultural Engineering
Dept. Civil Engineering
University of Idaho Research and Extension Center
3793 N. 3600 E.
Kimberly, Idaho 83341
Tel (208)423-6601
Fax (208) 423-6559
Jadir A. Rosa, Ph.D.
IAPAR - CAIXA POSTAL 129
PONTA GROSSA, PR CEP:84001-970
FONE/FAX:(42)3229-2829(IAPAR)
e-mail: jadirosa@yahoo.com ou jrosa@iapar.br

UNESP - ÁREA DE HIDRÁULICA E IRRIGAÇÃO
24/10/2006 20:09
netinhoeaf@gmail.com.br
Olá Giselle!
Seu amigo Natalino (netinhoeaf@gmail.com.br) indicou o Portal da Área de Hidráulica e Irrigação (http://www.agr.feis.unesp.br/irrigacao.php) da UNESP Ilha Solteira a você.
Visitando o website, você encontrará inúmeras informações sobre irrigação e agricultura irrigada. O Portal está dividido em ESTAÇÕES, onde os assuntos semelhantes estão agrupados.
Alguns exemplos: a estação PESQUISAS (http://www.agr.feis.unesp.br/pesquisas.php) contém algumas das pesquisas e projetos desenvolvidos pela Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira.
Em GALERIA (http://www.agr.feis.unesp.br/galeria.php) há uma série de fotos ligadas a agricultura irrigada e também eventos.
Já em EVENTOS (http://www.agr.feis.unesp.br/palestras.php) estão alguns dos eventos que a Área de Hidráulica e Irrigação teve alguma participacao e/ou promoção e outros são divulgados.
Em DEFESAS (http://www.agr.feis.unesp.br/defesas.php), as Dissertações de Mestrado e Trabalhos de Graduação defendidas pelos Orientados são divulgadas.
Em TEXTOS TÉCNICOS (http://www.agr.feis.unesp.br/papers.php) são disponibilizados vários textos ligados a irrigação.
Na estação CLIMA (http://www.agr.feis.unesp.br/clima.php), os dados climáticos (inclusive evapotranspiracao para auxílio no manejo da irrigação) das regiões noroeste e oeste paulista obtidos pelas três estações climatologicas (Ilha Solteira, Junqueirópolis e Marinópolis) sob Coordenação da Área de Hidráulica e Irrigação são disponibilizados. As condições do tempo são atualizadas a cada hora através de gráficos. É só pressionar TEMPO AGORA.
Assuntos DIVERSOS (http://www.agr.feis.unesp.br/diversos_p2.php#noticia) traz uma compilação de artigos publicados na imprensa e organizados em 12 grupos de assuntos. Vale a vale conferir frequência, pois há sempre novidades!
A Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira espera e agradece a sua visita.
Tenha um bom dia!

 
Para se inscrever na Irriga-L, acesse:
http://www.agr.feis.unesp.br/irriga-l.php